Assinatura RSS

Quando chega o fim da tarde.

Publicado em

Em todos os fins de tarde – todos eles – me dá vontade de correr aqueles cem passos. Sempre que eu conto quantas cores tem o pôr do sol e sinto o cheiro do manacá do jardim invadindo a janela, dá vontade de entrar pelo portão bege. Acho que nem tem mais essa cor.

As vezes aparece um arco-íris e me dói o coração pensar que eu já não posso abrir o portão, andar pelo caminho de concreto vermelho, passar por baixo da árvore de romã, abrir a porta bege que fica embaixo da marquise e entrar na casa cheirando a sopa rala que ela tomava.

Talvez seja por não poder mais entrar naquela casa que eu dedico alguns minutos dos meus fins de tarde para contar quantas cores tem o pôr do sol e pra assistir a volta dos passarinhos.

Hoje o movimento das nuvens causa a sensação de sentir realmente que a Terra está girando. Os fins de tarde só chegam porque a Terra gira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: