Assinatura RSS

Calabresa da comunicação

Publicado em

Usar caderno tem sido uma coisa meio rara este ano, mas sempre tenho um na bolsa. Hoje eu resolvi anotar tudo que o professor de teoria da comunicação disse. Porque sei lá, eu não entendo muito o que ele diz. No colégio, sempre que eu não entendia o que os professores falavam, eu anotava pra estudar depois, pra pesquisar e tal. Era melhor que não ter nada registrado. E era também uma maneira de não prestar atenção, mas saber do que estão falando.

O que eu aprendi na aula hoje foi:

“Esta pizza é um conjunto social!” (Tinha uma pizza desenhada no quadro. Sim. De calabresa. Segundo a @monica_alves, ela teria entendido melhor se o desenho estivesse em 3D)

“Toda calabresa tem o mesmo sabor.”

“Você pisa num prego e dói a cabeça!”

“Vai falar que padre não cheira, que padre não é travesti? Tudo existe na igreja, tudo existe no mundo todo, de todos os lados!”

“Ou você pode ser mordido, ou você pode fazer parte dos elementos químicos que compõem essa calabresa deteriorada, verdinha…”

Bom, foi isso que eu aprendi. Segundo o mestre dos magos, são coisas que vão marcar, fazer muito sentido e revolucionar a minha vida.

Os diálogos do Kill Bill, as três versões do Pequeno Príncipe que eu tenho aqui em casa (normal, em quadrinhos e em 3D, mas isso é papo pra outro dia) e o Rei Leão me ensinaram muito, mas muito mais que quase um semestre de aula com o homem da pizza.

Tá, ok, tenho que reconhecer que são metáforas e blablabla e que dá sim pra aprender alguma coisa com isso, mas não quando se trata de uma pessoa que quer que todos pensem como ela, que quer enfiar tal opinião na cabeça dos alunos. Até porque se o cara tem problemas com o departamento, com o curso, com o centro, a universidade ou com seja lá quem for, não sou eu quem vai resolver. Não tô afim de ficar ouvindo desabafos, discursos raivosos ou teorias de “como deveria ser a universidade”. Se candidata a reitor, bróder.

Aí depois dessa coisa toda, de um texto de sociologia em aula de teoria da comunicação, de ouvir o cara falar de triângulo, retângulo e acabar em pizza e praticamente dizer:  “não tem saída, vocês serão todos tão losers quanto eu” e “vocês bem que podiam fazer um curso técnico pra serem jornalistas”, “porque a teoria é muito mais importante”, “porque o jornalismo rural é tudo que deveria existir no mundo”, eu fiz uma teoria.

Porque é disso que eu tô falando, né? Teoria. As disciplinas teóricas do curso viajam e viajam pra fazer a gente relacionar tudo com comunicação. Ok, isso é óbvio. Talvez um dia a gente tenha que relacionar um texto sobre a anatomia dos grilos com comunicação.  Tudo bem, tão fazendo a gente pensar e blablabla e eu até gostei daquela pira que misturava pesquisa e os métodos dos alquimistas que tinha no seminário que eu apresentei quarta.

Mas sei lá. Ano passado eu ia feliz pra aula de teoria da comunicação. Acho inclusive que foi a disciplina mais útil do primeiro ano. E agora…

…bom, agora eu vou ficar sem comer pizza de calabresa por um bom tempo, que é pra não correr risco de lembrar dessa aula aí e ter uma indigestão.

–UPDATE ILUSTRATIVO–

Aí ó: minha mão anotando tudo (e a borracha do lado pra apagar as conversas com o @popolin e a @karinaconst) e a Bia e a Isa com uma expressão que traduz a aula.

Entenderam? VOCÊS ENTENDERAM?

As fotos são do @popolin, meus agradecimentos a ele.

Anúncios

»

  1. Ele estava certo. Me tornei um ser humano totalmente melhor e renovado depois disso. NOT.

    Responder
  2. Sensacional. Revivi essa “aula” agora!

    Responder
  3. Paulo, seu cara de pau! Você tava dormindo! Hahahahaha

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: