Assinatura RSS

Defeito.

Publicado em

Tá lá aquele puta converseiro na cozinha enorme de gente italiana. Umas velhinhas conversam sobre como querem ser enterradas.

-Ah, eu não quero ser enterrada naquele cemitério que coloca embaixo da terra não. Quero naquele que minha mãe foi enterrada, porque não vai terra.

-É, tem que respeitar a vontade do morto…a dona Fulana disse que não queria flor em cima dela porque sufoca muito e aí só colocaram uma rosa na mão dela…

-Mas vó, ela tá morta mesmo, não sente nada.

-Mas tem que respeitar a vontade do morto, filho.

-É, meu pai não respeitaram. Ele queria que colocassem a mão dele assim, ó (mandando a galera tomar no cu).

Entre risadas e comentários como “imagina, fazer isso!” e “acha, o que iam pensar?”, a defensora da opinião dos defuntos diz:

-Era só dizer pras pessoas que quando ele morreu, ficou um defeito na mão! Pelo seu pai eu ficava lá, explicando pra todo mundo que era defeito!

Acho que hoje eu já me peguei rindo sozinha disso aí umas três vezes.

Anúncios

»

  1. Chamei minha mãe pra ler isso também… e agora ela tá lá na cozinha imitando a dona Gera: “olha, bem… sabe o quê que é…”

    Responder
  2. Hahahaha. Pior que nem foi a minha vó, Laís. Foi uma outra tia minha, figuraça que dá jeito em tudo, que disse pra falar que era defeito do morto…

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: