Assinatura RSS

Aquele blablabla de fim de ano

Publicado em

Isso aqui tá jogado às traças. Tive umas ideias, mas apaguei tudo. E tá acabando o ano. Não acho que seja assim grande coisa, mas eu preciso falar desse ano que passou. Pensar um pouco nele.

2011 foi o ano de juntar os caquinhos que 2010 deixou. Aí eu peguei todos aqueles estilhaços de mim e fui aprendendo com as rachaduras que ficaram. Porque cicatriz é coisa de gente viva. Foi quando eu consegui ter paz e entender que apesar da minha perda, a vida continua.

Em 2011 eu aprendi muita coisa. Aprendi que apesar de todas as dificuldades, eu gosto da profissão que eu escolhi. Eu aprendi a observar mais as pessoas, a ouvir mais. Eu me aproximei pessoas que se tornaram indispensáveis na minha coleção de gente. Eu cheguei em casa várias vezes as 6 da manhã. Eu tive um surtinho. Eu perdoei. Eu mudei de casa e não conseguia pensar na minha vida fora daquele lugar. A vida é boa aqui no alto, mas o centro me faz falta. Eu não comecei a dirigir. Comecei, finalmente, a ser uma pessoa mais organizada e a tirar a maquiagem antes de dormir.

Eu ganhei dois sobrinhos. Quando eu vi o Pedro pela primeira vez, lembro que tudo que eu tava sentindo sumiu e só sobrou amor dentro de mim. Depois veio o Miguel e aconteceu o mesmo. E hoje eu vejo os dois rindo e só penso no quanto eu quero fazer deles as melhores pessoas do mundo.

Eu vi a noiva mais bonita entrando na igreja. Descobri que meu jeito de mostrar meu amor pras pessoas é explodir de felicidade cada vez que uma coisa boa acontece com quem eu gosto.

Passei por algumas despedidas que me dizem que em 2012 vai ter gente faltando na mesa do bar e em longas conversas. Fui no show da banda da minha adolescência e foi incrível. Quase chorei quando eles voltaram pro bis e tocaram Under Control, minha música preferida e que eu jurava que não ia rolar. Pulei igual retardada em Hard to Explain. Descobri umas 2 bandas ótimas, mas continuo preferindo as velhas bandas preferidas.

Em 2012, eu tenho uma faculdade pra terminar e muita, muita paciência pra adquirir. Talvez comece a dirigir. Que seja um ano ainda mais incrível que 2011. Obrigada a todos os envolvidos.

Anúncios

»

  1. Maravilhoso, Marina. Grander abraço.

    Responder
  2. Daniel Dias

    2012 vai ser teta (TETA e não treta). E aquele papo de aproveitar o último ano de faculdade e bla, bla, bla, que depois é mais difícil e ble, ble, ble, que a vida adulta é mais difícil e blu, blu, blu, é tudo besteira. Só é assim se você for muito saudosista, não gostar de trabalhar e tiver medo de viver.

    Como você não é nada disso, vai se divertir com a vida por mais uns 60 anos. Tem todas as tretas que a gente já passou e tals. Mas você sabe o que eu quis dizer.

    Feliz 2012, Nenê.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: