Assinatura RSS

Sobre trabalho.

Publicado em

Todo mundo se reunia na biblioteca do colégio em volta do Guia do Estudante e ficava discutindo as profissões, os salários e todo aquele blablabla de quem acha que vai ser fácil ser alguma coisa na vida. Eu já sabia o que ia fazer, porque não tinha vontade nem empolgação pra outra coisa. Desde aquela época, a possibilidade era essa: fazer o que me deixava feliz e o que eu tinha vontade de fazer.

Porque eu não tinha vontade de estudar física ou matemática e acho muito triste ter que fazer as coisas sem vontade. Minha mãe falava em Direito, mas eu nunca tive vontade e sabia que eu não ia ser feliz fazendo aquilo. É que tem toda uma pressão em cima da gente, que ainda é muito jovem pra escolher qualquer coisa. Mais que isso, a gente ainda é muito jovem pra entender muita coisa.

E eu tinha medo sim. Me desencantei, me frustrei e mudei completamente a concepção que tinha há quatro anos atrás. E tenho certeza de que isso tudo vai continuar mudando e que eu vou ter que aprender a cada dia com todas as chateações que aparecem no caminho. Mas sabe de uma coisa? Mesmo com tudo isso, a cada dia que passa eu tenho mais certeza.

Acho que era isso a “vontade de trabalhar” que a vó Helena falava. E até pouco tempo, eu não entendia porque a vó Gera sempre fala que não conseguiria viver sem trabalhar. (Ta aí, 84 anos, costurando e fazendo capeleti pra galera.) Isso é coisa que a gente só entende quando sente na pele mesmo. Quando gosta do que faz e faz com vontade e amor.

Olhando em volta, eu tenho todos os exemplos do mundo disso. Porque eu tenho uma irmã que fala mais que a boca e chega contando as histórias e os problemas que ela tem que resolver no trabalho, mas ela faz isso com paixão, e aprende com tudo que ela vive ali. Porque eu tenho uma outra irmã que ajudou a me educar e e hoje educa outras crianças com o mesmo amor e atenção.

Minha mãe sempre conta da luta dela pra fazer o mestrado em Campinas, deixando os filhos pequenos em casa toda semana. Minha tia também sempre fala do esforço que ela fez pra terminar a faculdade, trabalhar e cuidar dos filhos. Meus avós sempre trabalharam pra caramba pra chegar onde chegaram. E eles sempre gostaram de fazer isso. Nunca foi fácil, mas valeu a pena.

Nos últimos meses, eu tenho vivido esse amor da família pelo trabalho. E eu tenho sido contagiada por isso. Tenho convivido com pessoas que fazem do trabalho, um instrumento pra melhorar a vida das pessoas. E é o que eu mais escuto da minha tia: “Eu quero trabalhar para melhorar a vida das pessoas”. E trabalha, incansavelmente, com todo o bom humor e otimismo do mundo. Porque ela sente que precisa fazer isso e porque é o que ela ama fazer.

Anúncios

»

  1. Marilda Carvalho Dias

    Que bom Marina, amar o que se faz é meio caminho andado e você sempre se sentirá realizada, não importando os desafios que virão. Você sempre conseguirá chegar lá. Te amo e tenho muito orgulho de você.

    Responder
  2. Carolina Carvalho Dias do Nascimento

    Má lindo seu texto! Assino embaixo do que a mãe disse, e completo: quando trabalhamos com o que gostamos, tudo fica mais fácil. É claro que sempre existem desafios (se não seria chato né…) mas nos fazem bem! A nutricionista que trabalha comigo sempre diz que trabalhamos bastante, mas nos divertimos também. E é isso que vale à pena! Nem preciso dizer que também tenho orgulho de você né, e que, com essa facilidade que você tem em escrever trabalho pra você, com certeza não vai faltar! Beijos com saudades,

    Responder
  3. Carolina Carvalho Dias do Nascimento

    Ah! E só pra deixar registrado, a mãe também queria que eu fizesse direito, he,he,he….

    Responder
  4. Ah marina começa pelo teu quarto! tem trampo pra caramba! Jesus agradece!

    Responder
  5. Eva Oliveira

    Marina, vc é encantadora e especial!! Minha admiração por entender e viver o espírito da família… Ao ler vc me fez recordar a minha história… Que Deus te abençõe sempre!

    Responder
  6. Ana Paula Lopes

    Má muito lindo.. é isso ai, eu as vezes pensava: acho que a Vó Helena exagerou nas tantas vezes que nos desejou vontade de trabalha… mas graças a Deus aprendemos mais do que trabalhar, aprendemos a amar oque fazemos, e é isso, simples assim…..e so exemplos da família não negam a raça… amo vc pezinha, e to super orgulhosa da mega profissional que você está se tornando… bjos

    Responder
  7. Bacana Marina, também tive esta mesma formação. Trabalhar naquilo que se gosta e no que se sabe fazer…..

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: