Assinatura RSS

Do moleque mais sorridente.

Publicado em

Em uma quinta-feira de março do ano passado, eu cheguei em casa depois do estágio e, logo que me viu, meu irmão disse que era pra eu ligar pra Clarissa, minha irmã que mora em Porto Alegre. Ela precisava me contar uma coisa. Minha mãe estava em São Bernardo com a Carol, a outra irmã, porque o Pedro, meu primeiro sobrinho, ia nascer na segunda-feira.

Liguei pra Clarissa e ela me contou com toda a alegria do mundo que estava grávida. E eu achava que naquele momento, depois da dor da morte do meu pai, nada podia ser melhor que um sobrinho. Ganhei dois, no mesmo ano.

A gente se preocupava muito com a Clá. Na primeira gravidez, ela teve uma doença bem grave – uma coisa rara que chama mola idatiforme – e precisou de um tratamento sério e dolorido, física e emocionalmente. Mas ela é uma mulher forte e batalhadora (apesar de baixinha e magricela) e passou por isso muito bem, com a ajuda incansável dos meus pais, do Gaúcho, da minha tia Ana e de toda a nossa família.

Naquele dia, a Clarissa me contou aos prantos que tinha ido fazer uma consulta de rotina, ainda por causa da mola, pra ver se estava tudo certo. Segundo o resultado dos exames, ou ela estava grávida ou a doença tinha voltado. Depois de saber disso, ainda no hospital, ela teve um sangramento. Foi atendida às pressas – desde que se mudou para Porto Alegre, ela faz tudo pelo SUS e sempre foi muito bem atendida – e ali, assustada, ouviu pela primeira vez o coraçãozinho do primeiro filho bater. Estava tudo bem. Isso significava que dali alguns meses, eu que ainda nem era tia, ia ter dois sobrinhos.

Do outro lado da linha, eu chorava com ela e pulava de alegria. O problema da Clarissa naquele momento, era se ela contava pra minha mãe e pra Carol, gêmea dela, naquele dia mesmo ou se esperava o Pedro nascer. Minha mãe estava bem nervosa com a chegada do primeiro neto. A Clá dizia “Má, eu tenho medo da mãe e da Carol terem um treco!” Eu disse “Clá, o máximo que pode acontecer, é o menino nascer uns dias antes!”

Ela ligou, falou com a minha mãe e com a Carol, as duas muito ansiosas. Dona Marilda quase não acreditou quando soube que teria mais um neto. Naquela madrugada, a Carol teve que ir correndo pro hospital e as três da tarde, o Pedro nasceu.

Imagem

Há um ano atrás, eu acordava de ressaca num sábado, sozinha em casa, sem ter conseguido dormir direito. Meu segundo sobrinho ia nascer. Eu ligava pra minha mãe, ligava pra Carol, ligava pra família inteira, porque queria saber o que estava acontecendo em Porto Alegre, queria saber se minha irmã estava bem e queria ver o Miguel.

Eu nunca vou conseguir descrever a sensação de olhar pros meus sobrinhos pela primeira vez. Parece que tudo some, que tudo fica menor e só sobra amor.

Hoje o Miguelzinho faz um ano. Ele é um moleque bochechudo que olha pra cara da gente e começa a rir. Aqui de longe, eu acompanho o crescimento dele com o coração na mão por não poder estar mais presente e apertar aquelas bochechas sempre. Mas eu sei que ele tem todo o amor do mundo em volta dele e que sempre vai espalhar isso por aí.

Pela primeira vez, eu dou os parabéns pro Miguel pelo aniversário dele. Obrigada Miguelzinho, você faz sua tia ser uma pessoa melhor!

Anúncios

»

  1. Eva Oliveira

    Marina, vc é especial sabendo sentir todas as alegrias que a vida de dá…. Beijos com muito carinho

    Responder
  2. E Má! Vc sempre nos fazendo chorar com seus posts… Hoje acordei e logo cedo, indo trabalhar agradeci à Deus pela vida do Miguelzinho e por essa linda família que a Clá e o Fabio estão construindo. E foi bem isso mesmo… quando a Clá ligou pra mãe ela disse: Meu Deus vcs vão me matar de tanta preocupação…. não nasceu nem um e já vem outro! he,he,he

    Responder
  3. Má… to vermelha de tanto chorar!!!! Suas palavras são emocionantes, parece que eu to sentindo todas as sensações novamente!!!! Muito bom isso. Adorei o post e muito obrigada!!!! Grande beijo e estamos te esperando aqui!!!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: