Assinatura RSS

Um bocado de tristeza.

Publicado em

No dia da minha colação de grau, percebi que ele ainda estava ali, intacto, doendo do mesmo jeito há dois anos e meio. E é nessas horas que ele solta um vazio imenso e tenta me engolir. Não importam os abraços da minha mãe, as ligações dos meus irmãos, meus sobrinhos aprendendo a falar “Tia Marina, te amo!”, os desejos de felicidades dos parentes, os abraços mais sinceros dos amigos ou os recados no Facebook. Nem o fato de os últimos quatro anos – apesar dele – terem sido os melhores da minha vida.

Nessas horas, o buraco de bala de canhão no meio do meu peito faz questão de gritar bem alto pra dizer que ele tá ali, bem onde deveria estar um abraço pançudo, um bigode falho, uma piada qualquer, previsões pro meu futuro, uma bermuda “tomara-que-me-foda”, uma camisa abotoada errado e um cabelo marcado de um lado só pelo travesseiro. (Mas “muito macio e bonito, viu só? E eu nem uso todas essas garrafinhas aí. Frescura! Lavo com sabão!”)

Não sei porque, mas tem horas que a gente chega a achar que a dor diminuiu. Que tá tudo bem, olha só. Tô aqui, vivendo. Sim, eu estou vivendo, porque acho que a gente não pode ser só tristeza. Mas a minha tristeza fica ali, no meu buraco de bala de canhão, quase sempre discreta, quase sempre sendo imediatamente transformada em lembrança boa.  Tem dias que ela resolve deixar bem claro que tomou conta daquele espacinho e que é sim uma parte minha, como todas as outras. Aí eu viro e digo que ela é só uma parte dessa bagunça toda.

É que tem muito amor aqui,

ainda bem.

Anúncios

Uma resposta »

  1. Lembrei muito dele no dia da sua formatura porque, além de saber como você estava se sentindo, o pai de um grande amigo faleceu. E eu tentei explicar pra ele como as coisas ficam depois de uma perda tão grande. Apesar da dor, quando eu sonho com ele, parece que o dia fica mais alegre. :)
    Fique bem aí, Nenê. Logo, logo nos vemos.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: