Assinatura RSS

Quais são as chances?

Publicado em

Sempre que acontecem umas coincidências, eu fico pensando em quais eram as chances daquilo acontecer. Lembro que no primeiro colegial, fiz um trabalho de matemática sobre probabilidades. A tarefa era calcular a probabilidade de alguém ganhar na Mega Sena. Nunca gostei muito de matemática e não me lembro qual foi a conclusão, mas a possibilidade era mínima.

Outro dia eu estava andando com o meu primo na Vila Madalena, quando escutei alguém chamar meu nome. Meu primo disse que também tinha ouvido alguém gritar o nome dele. Olhamos na rua, não tinha ninguém. Fiquei pensando em quais eram as chances de alguém que conhecia ambos (vamos lá: nossa família, mais alguns amigos…umas 200 pessoas no mundo) estar em São Paulo (cai pra umas 15 pessoas) e passar bem ali, naquela rua, bem naquela hora, numa cidade de alguns milhões de pessoas. Achei que era coisa da minha cabeça, não era possível. Era sim. Depois, descobri que era uma prima nossa.

Mas a gente encontra as pessoas por aí, né?

É que eu gosto de coincidências e fico pensando nisso, em quais são as chances…deve ser por isso que uma das minhas comédias românticas preferidas é Serendipity, com todos aqueles encontros, desencontros e coincidências.

Quando minha irmã morava em Londres, foi comemorar o aniversário em um pub. Ela se divertiu horrores e ficou com um moço que estava lá jogando sinuca. Eles começaram a namorar, casaram e aí o cara da sinuca virou pai do meu sobrinho. Quer dizer…quando, mas quando na vida a gente ta lá no meio do pub e imagina uma coisa dessas? Quais são as chances? (Até que devem ser grandes, porque eu conheço uma outra história bem parecida com essa aí.)

Enfim, só uma notinha mental pra dizer que, coincidência ou não, tem coisas que acabam acontecendo. Aquela história de sempre de que “era pra ser”.

Anúncios

»

  1. Pois é Marina, naquela noite não imaginei que aquele cara do pub eu ia casar e ter um filho!!! Mas as coisas foram acontecendo e o amor cada dia maior…. Quem diz que não se encontra o grande amor da vida na balada!!!!!c

    Responder
  2. Fábio ( Gaúcho )

    Ah que legal! É isso aí mesmo, quando tem que ser… Mas o melhor foi o Betão reclamando de que mandou a filha para estudar na Europa e ela volta com um gaúcho!! Hahahaha.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: