Assinatura RSS

Floradas

Publicado em

As vezes meu pai dizia que alguém não ia chupar manga naquele ano. Significava que ele estava prevendo que a pessoa ia morrer antes do ano acabar. (E quase sempre ele acertava.)

Quando ele ficou internado – do começo de julho até o primeiro dia de agosto – ficávamos olhando os ipês floridos pela janela do hospital. E eu achava bem bonita a delicadeza dele ao observar aquilo.

Já faz umas semanas que eu saio e volto pra casa admirada com as roseiras dos jardins do condomínio. Hoje, me peguei pensando que no ano passado, eu ficava encantada com as rosas dos jardins das casas de madeira típicas de Londrina.

Fui embora com as rosas.

Floresci com as gardênias, passei pelas amoreiras pintando o chão e pelas goiabeiras carregadas deixando o bairro com cheiro de goiabada.

As angústias passam entre uma florada e outra.

As mangueiras sempre vão estar cheias em dezembro. As roseiras, os ipês e as gardênias vão florir sempre na mesma época.

A gente passa.

 

Anúncios

Uma resposta »

  1. Muito bonita e delicada suas palavras Má!!!!
    Parabéns, que as flores sempre traga boas inspirações!!!!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: